Envie para um amigo



Fale com a Diretoria

Tem alguma dúvida? Precisa saber sobre alguma demanda como filiado? Quer contribuir com sugestões, ideias ou críticas?

Envie uma mensagem para a DS Ceará. Queremos ouvir você!




Em Assembleia Nacional, filiados à DS/CE discutem sobre conjuntura e temas de interesse da categoria

1, Março, 2019

Os filiados à DS/Ceará se reuniram em Assembleia Nacional e Assembleia Local, na quinta (28). Houve discussões sobre a conjuntura, deliberações do CDS, reforma tributária, fundo de corte de ponto e mobilização.

Inicialmente o vice-presidente da DS/CE, Josué Teotônio da Luz declamou o cordel “A chegada de Lampião Inferno”, que faz parte da série “Onde está Lampião”, de autoria do pernambucano José Pacheco.

Em seguida, a presidente da DS/CE, Patrícia Gomes, reforçou o convite para o seminário “Violência doméstica e seu impacto no ambiente laboral”. Aberto ao público e gratuito, o evento acontecerá no próximo dia 13 de março (quarta), no auditório do Ministério da Economia, a partir das 14 horas. Haverá palestras de Maria da Penha, representante maior da luta contra a violência doméstica, e da promotora Lucy Antonelli, do Ministério Público do Ceará.

A presidente também informou sobre o seminário que a DS/CE vai realizar sobre a reforma da previdência. O evento acontece no dia 22 de março (sexta), na Assembleia Legislativa. Dentre os nomes já confirmados para o evento estão Denise Gentil (professora da UFRJ), Eduardo Fagnani (professor da UNICAMP) e Maria Lúcia Fattorelli (coordenadora nacional da Auditoria Cidadã da Dívida).

Na análise de conjuntura, comentou-se o episódio envolvendo o ministro do STF, Gilmar Mendes, e a Receita Federal. Na visão dos presentes que se pronunciaram, a resposta do secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, foi vaga, tecnicamente pouco embasada e expôs os servidores da casa.

Em seguida ocorreu a votação dos Indicativos. O primeiro foi aprovado por ampla maioria. Ele propõe a criação de um grupo de trabalho para acompanhar e pensar ações em relação a Reforma Administrativa que vem ocorrendo na Receita Federal. O Indicativo 2 pedia a indicação de nomes para o grupo de trabalho. O único nome sugerido pelos presentes foi o da Auditora-Fiscal Natália Nobre.

Os Indicativos 3 e 4 foram aprovados por ampla maioria. Os presentes entenderam que as propostas de eventos são importantes para a categoria. A categoria também aprovou o Indicativo 5, sobre a suspensão da devolução do Fundo de Corte de Ponto também teve aprovação da maioria.

Já a desinstalação do Comando Nacional de Mobilização foi rejeitada por se entender que a necessidade de um novo movimento pode surgir, devido a atual conjuntura. Por fim, o Indicativo 7 foi aprovado.

Confira o Resultado final aqui.