Envie para um amigo



Fale com a Diretoria

Tem alguma dúvida? Precisa saber sobre alguma demanda como filiado? Quer contribuir com sugestões, ideias ou críticas?

Envie uma mensagem para a DS Ceará. Queremos ouvir você!




Debate sobre guerra cambial na OMC ajudará o país, diz Mantega

12, maio, 2011

O ministro Guido Mantega (Fazenda) disse nesta quarta-feira que a discussão sobre guerra cambial na OMC (Organização Mundial do Comércio) pode ajudar a conter a entrada de dólares no Brasil. Ontem, a OMC aceitou abrir a discussão sobre o efeito das mudanças cambiais no comércio internacional.

"Vai ajudar porque a OMC vai considerar que subsídios podem ser dados na competição internacional. Existe o subsídio cambial que não foi considerado, mas que todos os países estão cada vez mais preocupados", afirmou.

Segundo o ministro, a discussão é importante porque a disputa comercial entre os países tem sido feita também com base em manutenção do câmbio em patamares artificiais por alguns países.

"A OMC tem que colocar na agenda dela a influência da manipulação cambial na questão comercial. O tema está sendo colocado na pauta e acho que vai avançar", completou.
A guerra cambial tem sido amplamente debatida devido a preocupação mundial de controle dos câmbios e a manipulação das moedas.

O principal problema tem sido o câmbio artificial utilizado pela China que tem fortalecido a economia local (já aquecida e com o papel de maior exportador atual). Com o valor do yuan baixo, a China fica mais competitiva porque exporta seu excedente por um preço mais barato e a demanda cresce. E, ao mesmo tempo, enfraquece balanças comerciais em todo o mundo, que com câmbio flutuante, veem suas divisas valorizar -- ficando sempre mais caro que yuan.